quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Dono da Jovem Pan nao tem medo da CNN

Dono da Jovem Pan nao tem medo da CNN

Não temos medo de ninguém, diz dono da Jovem Pan sobre CNN Rádio

O dono da rádio Jovem Pan, Antonio Augusto do Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, diz que não ficou "nada preocupado" quando soube que a CNN havia fechado acordo com sua "vizinha" de dial na FM (pronuncia-se dáil), a Transamérica.



O acordo entre o jovem canal pago de notícias e uma das mais tradicionais FMs do país foi anunciado com exclusividade por esta coluna na última segunda. E confirmado pelos dois parceiros anteontem.

CNN no rádio? Eu não estou preocupado, nós não temos medo de ninguém", respondeu Tutinha a esta coluna.

"Quando a gente lançou a 'Revista da Jovem Pan' (nos anos 90), depois de 'seis' dias todas as rádios do país estavam lançando revista. É sempre assim. Se eles (CNN) estão vindo para o rádio é porque nós estamos fazendo a coisa certa", afirmou o empresário.

Se Tutinha pretende fazer o caminho inverso e um dia se tornar concorrente da CNN Brasil na TV?

"Claro que nós gostaríamos de ter uma TV, mas para isso é preciso muito investimento. Não pensamos nisso agora."

Segundo ele, o grupo ainda está focado em rádio e na Panflix, o serviço de streaming e notícias da Jovem Pan na internet.
Mas, afirma, já teriam hoje "tranquilamente" conteúdo para ter um canal de TV aberto ou pago. "Devemos ter umas 20 horas de conteúdo diário (ao vivo)", disse.

Pedido de mais 'atenção' à Panflix. O empresário esteve recentemente em Brasília, onde se encontrou com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, para reivindicar mais atenção do governo federal à TV Jovem Pan digital.

"Hoje o governo investe publicidade nas rádios Jovem Pan, e nós fomos pedir que ele olhe também para a nossa TV. Afinal, já temos mais de 25 milhões de visitantes únicos por mês", revelou.

Assim como seu pai, Tutinha, 64, é parte da história da mídia do país. Atualmente ele é presidente e CEO do Grupo Jovem Pan. É neto de outra lenda midiática no país, Paulo Machado de Carvalho.
.
.