sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Brasil deixa programa Mais Medicos

Brasil deixa programa Mais Medicos

Brasil decide deixar programa Mais Medicos

Brasil decide deixar programa Mais Medicos cubanos

Brasil deixa programa Mais Medicos
Brasil deixa programa Mais Medicos
Após recusar novas condições e melhorias, Cuba decide retirar Médicos cubanos. Cuba decide retirar profissionais do Mais Médicos; Bolsonaro diz que dará asilo a cubanos.

"Eu jamais faria um acordo com Cuba nesses termos. Isso é trabalho escravo, não é nem análogo à escravidão, é trabalho escravo, não poderia compactuar com isso daí", disse Bolsonaro em entrevista coletiva em Brasília.
Bolsonaro foi ao Twitter para afirmar que o governo cubano não aceitou as condições de seu governo para a manutenção da ilha no Mais Médicos, entre elas o pagamento integral dos salários aos profissionais cubanos que atuam no país.
O presidente eleito também questionou a capacidade dos médicos cubanos, afirmando "duvidar" que alguém quisesse ser atendido por um dos profissionais de saúde da ilha e afirmando ter relatos de "barbaridades" cometidos por médicos cubanos no país.
Brasil deixa programa Mais Medicos
"Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou", escreveu Bolsonaro na rede social.
Brasil deixa programa Mais Medicos
Médicos cubanos que não foram aprovado nem como Enfermeiros no Leste Europeu. Médicos de terceiro mundo.
"Além de explorar seus cidadãos ao não pagar integralmente os salários dos profissionais, a ditadura cubana demonstra grande irresponsabilidade ao desconsiderar os impactos negativos na vida e na saúde dos brasileiros e na integridade dos cubanos".
.