segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

YouTube e ameacada a tirar musica do Pharrell

Representante de Pharrell ameaça YouTube com processo de US$ 1 bi.
Site precisa excluir 20 mil músicas, tanto do cantor como de outros artistas. Irving Azoff também representa Eagles, John Lennon e Chris Cornell.
O YouTube não tem licença de reprodução, segundo a revista "The Hollywood Reporter", de cerca de 20 mil canções administradas pela GMR, o que significa aproximadamente 40% de seus clientes.

Os advogados de Irving Azoff, presidente da empresa Global Music Rights (GMR), que representa astros da música como Pharrell, Eagles, John Lennon, Chris Cornell e Smokey Robinson, ameaçaram o YouTube com um processo no valor de US$ 1 bilhão se o site não retirar todos os vídeos desses artistas.
.