quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

China censura o Google novamente

O Serviço de Censura Chines bloqueou o acesso ao serviço de email do Google, Gmail, anunciaram especialistas. A medida parece ser mais passo dado por Pequim na tentativa de estabelecer sua própria "soberania" na internet.
O tráfego de conexões entre a China e o serviço do Google caíram brutalmente na sexta-feira, segundo dados publicados pelo "Google's Transparency Report".

"O bloqueio marca uma atitude cada vez mais agressiva [de Pequim] em relação ao que considera sua soberania em internet", avalia Jeremy Goldkorn, especialista em internet na China.

"Nestes dois últimos anos, comprovamos um aumento constante de todas as formas de censura na internet na China", disse Goldkorn, editor-chefe do site de notícias danwei.org, que também foi bloqueado pelas autoridades chinesas.

Em 2014, os serviços do Google foram bloqueados nas datas próximas ao 25º aniversário do massacre na praça da Paz Celestial, ocorrido em 4 de junho de 1989. Vários usuários chinesas demonstraram insatisfação nesta segunda-feira, pedindo o fim da censura ao Gmail.
.