quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Governo Chines ataca servicos da Apple

Hackers chineses podem ter invadido serviço iCloud da Apple
O serviço de armazenamento virtual de dados iCloud, da Apple, na China foi atacado por hackers que tentavam roubar as credenciais dos usuários, disse um grupo chinês de monitoramento, acrescentando acreditar que o governo chinês está por trás do ataque.

A Greatfire.org, um grupo que conduz pesquisas sobre a censura chinesa à Internet, alegou envolvimento do governo no ataque, dizendo que parecia com ataques anteriores contra o Google, o Yahoo e o serviço de email da Microsoft, o Hotmail.
A GreatFire suspeita que o ataque atual esteja relacionado aos protestos pró-democracia em Hong Kong. Lá, as manifestações chegam a sua terceira semana, e já fizeram o governo lançar mão de um forte esquema de censura, que incluiu tirar de ar sites populares como o Instagram e apagar mensagens relacionadas aos protestos no Weibo, uma rede social popular no país.
 
Os ataques ao Yahoo no começo do mês pretendiam evitar que internautas fizessem pesquisas sobre a Revolução dos Guarda-chuvas usando o buscador.

Mikko Hypponnen, chefe de pesquisa na desenvolvedora de softwares de segurança F-Secure. Disse: “O governo chinês está diretamente atacando usuários chineses de produtos da Apple.”

Em Hong Kong, o chefe executivo da cidade, Leung chun-ying, concordou encontrar-se com os estudantes do movimento Occupy para dialogar. Nesta terça-feira (21), afirmou também que possui evidências de que “forças internacionais” influenciam os protestos pró-democracia na cidade. Segundo ele, o conflito deve ser tratado como um assunto doméstico, sem intervenção internacional. Os protestos, começados no dia 27 de setembro, entram na sua quarta semana.
.